Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

30
Nov17

Inspiração natalícia!

Mãe A.

Resultado de imagem para decoração de natal 2017     

Olá. 

 

A febre do Natal está a contagiar-me. Já ando a imaginar como vou decorar a casa este ano. Terei de ter em atenção como e onde monto a árvore de Natal, pois o Baby R. com certeza irá querer explorar cada ramo ao pormenor. 

Enquanto não passo da imaginação para a acção, deixo-vos algumas imagens para, também como eu, se inspirarem.  

(Imagens retiradas da internet)

 

 

Resultado de imagem para decorações de natal

 Resultado de imagem para decorações de natal

 

 

 

Imagem relacionada     Resultado de imagem para decoração de natal 2017

 

Imagem relacionada            Imagem relacionada   

       Imagem relacionada

 

 

Resultado de imagem para decoração de natal para bebés

 

 

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

29
Nov17

Dia de vacinas!

Mãe A.

 

 

Olá.

Por mais que o façamos muitas vezes nos nos habituamos. Ficamos sempre nervosa com o dia de vacinas.

Ontem o Baby R teve consulta de 1 ano com as respectivas vacinas. Ele até ia bem disposto e divertiu-se com a balança.

 

IMG_20171128_170206[1].jpg

Mas chegada a altura das vacinas foi a desgraça total. Ele chorava e o meu coração ficava despedaçado! Eram três "picas" que acabaram por ser quatro! Como ele fez muita força uma delas acabou por derramar-se nas minhas calças. Logo teve que levar outra no mesmo local. Foram duas picadelas no braço esquerda, uma no braço direito e uma na coxa esquerda. Ficou tudo dorido. 

Cheguamos a casa por volta das 18:30h, dei-lhe benuron e coloquei gelo. Os miminhos não faltaram.

 

IMG_20171128_202034.jpg

Ele estava tão queixoso. E tinha razões para isso! Acabou por mamar e dormiu até as 3:30h. 

 

Estes dias de vacinas são duros tanto para a mãe como para o bebé. 

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

 

 

 

27
Nov17

Inspiração Natalícia para bebés!

Mãe A.

 

Olá. 

 

O Natal aproxima-se. E eu começo a imaginar o Baby R. com roupinhas relacionadas com o Natal. Há cada coisinha mais fofa!! 

Hoje trago-vos umas inspirações para bebés até aos 24meses. 

Deliciem-se e inspirem-se! 

 

                        Macacão Rena - Toupeira claro/Rena - CRIANÇA | H&M PT 1Macacão Rena - Toupeira claro/Rena - CRIANÇA | H&M PT 

                                                  Macacão Rena H&M - 19.99€ 

                                       Pantufas macias - Castanho claro/Tico e Teco - CRIANÇA | H&M PT 1          

                           Pantufas macias H&M - 12.99€

                                        

 

 

                 Casaco e calças em algodão - Vermelho/Ursos polares - CRIANÇA | H&M PT 1                            Gorro de Pai Natal em malha - Vermelho/Cinzento escuro - CRIANÇA | H&M PT 1

Casaco e calças em algodão com ursos polares             Gorro de Pai-Natal em malha

              H&M - 22.99€                                                   H&M - 6.99€ 

    

 

     Camisola e calças em algodão - Vermelho/Natal - | H&M PT 1                                Suspensórios - Azul escuro/Pais Natais - | H&M PT 1

 Camisola e calças em algodão                                 Suspensórios H&M

          H&M - 9.99€                                                                  7.99€

 

 

 

    Camisola malha Zippy                                Camisola malha Zippy

Camisola com a rena de malha                    Camisola com boneco de neve 

        ZIPPY - 12.99€                                            de malha ZIPPY  - 12.99€

 

 

 

   Camisola lã Zippy                                Pantufas Renas Zippy

    Camisola de lã ZIPPY                                          Pantufas rena ZIPPY

                 17.99€                                                                 7.99€

 

 

 

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

24
Nov17

O meu filho é mimado?

Mãe A.

IMG_20170819_100130.jpg

Olá. 

 

Há uns dias atrás, li um post no blog Maes apaixonadas ( www.blogmaesapaixonadas.com.br ) sobre não deixar o bebé chorar. E concordo plenamente com essa afirmação. Sempre que o Baby R. chorava eu corria para ele, pegava-lhe e dava muitos miminhos. Ele se chora é porque se passa alguma coisa. 

Sempre houve, há e haverá quem diga: "não lhe pegues logo, ele vai ficar mal acostumado"; "isso é tudo manha"; "ele sabe muito, só quer colo", etc. Apesar de ouvir essas tretas, nunca mudei a minha atitude para com o meu filhote. Continuei pegando nele sempre que ele me pedia. E irei continuar a fazê-lo. Ele não sabe falar ainda, por isso só pode exprimir-se chorando. 

 

Uma vez o Baby R. teve uma conjuntivite. Fomos às urgências e o médico que estava de plantão disso que a conjuntive devia-se ao facto de ele não chorar. Têm lógica? Na minha opinião não. Mas verdade seja dita, eu não sou médica nem coisa que se pareça.

 

Por mim, o meu filho pode ficar mimado, É sinal que não lhe falta amor. Por isso, vou sim continuar a dar-lhe colo sempre que ele pedir. Vou sim correr para ele sempre que ele chorar. Vou sim dar-lhe muitos beijos, abraços. Não lhe irão faltar mimos e muito amor. E quem não souber entender ou concordar com isso é problema seu! Resolva-o sozinha e evite mandar "bitaites"!

 

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

23
Nov17

1º aninho Baby R.- Bolo de laranja com cobertura de chocolate

Mãe A.

 

Olá. 

 

O Baby R. na passada Terça-feira (dia 21 de Novembro) fez um aninho! Como ele estava na creche resolvi fazer (ou tentar) um bolo para levar e cantar-mos os parabéns e uma lembranças para as crianças.

Os meus pais estão cá de férias e fizeram questão de, também eles, marcarem presença na festinha. Chegamos lá por volta das 15:30h (hora coincidente com o lanche). Ele viu-nos logo e começou a "chamar-nos". Ficou tão feliz por nos ver lá. Derreti-me com a alegria genuína dele!

Cantámos-lhe os parabéns e ele ficou todo admirado, como que se perguntasse o que se estava a passar.

Claro que ele também teve direito a um pedaçinho de bolo. Ou não fosse o seu aniversário! Fiz um bolo de laranja com cobertura de chocolate 70% cacau. Deixo-vos a receita em baixo.

 

Bolo de laranja com cobertura de chocolate

 

Ingredientes:

  • 8 ovos;
  • 1 chávena de chá de açucar;
  • 4 chávenas de chá de farinha;
  • 1 colher de chá de fermento;
  • sumo de 4 laranjas médias;
  • raspa de 1 laranja;
  • manteiga;
  • 1 tablete de chocolate 70% de cacau;
  • leite

 Preparação:

Bater as gemas com o açucar até fazer bolinhas. Juntar a farinha peneirada com o fermento, a raspa de laranja e o sumo e por fim as claras em castelo.

Numa forma já untada, colocar a massa e levar ao forno pré-aquecido a 160º e verificar a cozedura com a técnica do palito.

Num tacho colocar a tablete de chocolate e um pouco de leite e deixar derreter até formar bolhinhas, mas ir mexendo! Quando o bolo estiver cozido retira-se e cobre-se com o preparado de chocolate.

 IMG_20171121_151941.jpg

 

Quanto às lembranças, comprei uns saquinhos, uns blocos de notas e lápis de cera. Imprimi a letra "R" (de Baby R.) e colei na primeira folha do bloco. Escrevi o nome do meu filhote e a data do seu 1ºaniversário. Coloquei o bloco dentro do saquito com dois lápis de cera. Algo simples mas de certeza que eles gostaram.

 IMG_20171120_235245.jpg

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

 

 

 

 

22
Nov17

Doença Mão-Pé-Boca

Mãe A.

sindrome-mao-pe-boca_4640_m.jpg

(imagem retirada da internet)

 

Olá.

 

Na Sexta-Feira passada (17 de Novembro) cheguei à creche para pegar o Baby R. e a educadora disse-me que tinha más notícias. Fiquei imediatamente preocupada e aflita. Ela disse-me que era possível que o Baby R. tivesse contraído a doença Mão-Pé-Boca. "Como assim? O que é isso?", perguntei eu na minha santa ignorância! Ela explicou-me por alto. 

Maquei consulta com a pediatra logo mesmo para esse dia. A pediatra explicou-me que é um vírus e que se transmite de criança para criança através do contacto das mãos e dos pés com a mucosa da boca (a célebre baba). Aparecm bolhas nas mãos, nos pés e na parte interior da boca. Pode gerar febre mas nunc amuito alta (por volta dos 38º). Em casa mais graves pode levar à perda das unhas cerca de um mês depois.

A pediatra examinou o Baby R. e confirmou que ele tinha contraído esta doença. A garganta é o que está pior. No corpo só tem duas, três bolhas nas mãos e umas borbolhitas nos joelhos. Até agora não piorou. 

 

Além disso (como se não bastasse!), o Baby R. também está com os pulmões um pouco "consgestionados". Uma mãe nunca está preparada para ver o seu filho doente, nem que seja com um simples resfriado. 

Apesar de tudo o meu filhote está a crecer bem. Está no percentil 50 em peso e altura. 

Agora é tomar a medicação e pôr-se bom depressa! Assim espero!

 

 

Beijinhos e até breve,

Mãe A.

21
Nov17

Um ano de ti, meu amor!

Mãe A.

IMG_20171111_150900.jpg

 

Um ano passou. O mais maravilhoso ano da minha vida. Ter-te foi, e é, o melhor que me poderia ter acontecido.

Contigo me redescobri. Contigo aprendi tantas coisas. Dentro delas destaco a capacidade de amar. Não sabia que era possivel amar tanto alguém como te amo. Realmente não há amor como o amor por um filho! Aprendi a ser um pouco mais paciente. Aprendi que só assim (sendo mãe) a vida faz sentido.

Sempre desejei ser mãe. Confesso que imaginava ser mãe de menina. O nome já estava escolhido (Maria Leonor). Mas vieste tu. Um lindo menino. E descobri que é muito bom abraçar a cor azul. Agradeço todos os dias por ter um filho tão perfeito e saudável, como tu. Enches-me de orgulho e alegria. E de cansaço também! Mas vale a pena. Ou melhor, vale a galinha toda! 

Foi a melhor decisão que eu e o teu papá tomamos. Conceber-te foi uma benção. Acredito que eu estva destinada a ser tua mãe. Obrigada meu Deus por me permitires ter um filho como o Baby R.

Os meus dias, desde que nasceste, estão preenchidos de amor. E não há um em que não me ria ou simplesmente sorria ao ver-te.

Quantas vezes tu adormeces ao meu colo e eu deixo-te ficar nele? Não te coloco na cama só para ficar a olhar para ti. Olho para ti e as lágrimas correm pela minha cara. Não te preocupes. São lágrimas de felicidade. Como é que tu consegues ser tão L-I-N-D-O? 

 

1 ano passou a voar. 1 ano em que aprendeste a bater palminhas, dar um "passou bem", dar um "cinco", dizer chau. E não tarda nada já andas! Tem calma. Não cresças tão rápido! 

 

TE AMO ETERNAMENTE FILHO!

 IMG_20171004_162113.jpgIMG_20171116_182019.jpg

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

 

 

20
Nov17

Uma ida ao parque! Ou várias...

Mãe A.

IMG_20171111_151046.jpg

Olá 

 

O sol teima em nos brindar com a sua presenças. Apesar de caminharmos para o Inverno não há maneira de vir a chuva. Bem, enquanto isso não acontece aproveitamos para passear um pouco.

 

Eu tenho ido com o Baby R. ao parque da sua "escolinha" ou então ao parque da zona de lazer daqui da freguesia. Ele adora. Adora o baloiço mas principalmente adora o túnel. Anda de um lado para o outro dentro dele. Ele diverte-se imenso. E eu também! 

IMG_20171111_150939.jpg

 

 

Ir ao parque é uma óptima maneira de estimular o bebé/criança. Além de podermos passar mais tempo com eles. Muitas vezes, na correria do dia-a-dia, não despensamos muito tempo a brincar com o nosso filho. Acaba-se o trabalho, vamos para casa e o trabalho continua. Outro tipo de trabalho mas não deixa de o ser. Entre fazer a janta, dar a papa ao bebé, arrumar a cozinha, dar banho ao filhote chega a hora de dormir num instante. E que tempo tivemos nós com o nosso filho? Digo tempo de qualidade. Praticamente nenhum. É importante tirarmos um tempo para dedicar exclusivamente a ele. O nosso filho agrade. Eles adoram receber atenção, amor, brincadeiras e muitos mimos.  

 

 

A brincadeira e os jogos não podem ser encarados como forma de passar o tempo, mas sim como algo muito sério que permite à criança um bom crescimento físico, intelectual, emocional e social. brincar tem a dupla função de, por um lado, criar excelentes oportunidades de estimular o raciocínio e, por outro lado, disponibilizar as regras necessárias à convivência e vida em sociedade. Ninguém conhece verdadeiramente uma criança se não conhecer e perceber a maneira como ela brinca." 
        Pediatra Fátima Bessa à revista Pais&Filhos
 
 
                                                                                                                                       Beijinhos e até breve.
                                                                                                                                                            Mãe A.

 

17
Nov17

Carta ao meu filho Baby R. - O dia do parto!

Mãe A.

 

 

IMG_0176.JPG

 

Carta ao meu filho Baby R.

 

A poucos dias de completares um ano, dou por mim a recordar o dia mais mágico da minha vida, o teu nascimento.

Era um Domingo. Estava um dia de sol lindo. Parecia Primavera, apesar de já estarmos no Outono. Tinha um friozinho na barriga. Não tinha medo. Só queria ter-te nos meus braços.

Nunca pensei muito no dia do parto, quando chegasse a hora logo se via. Cada caso é um caso, não adiantava pensar sobre o assunto. Aliás, sempre disse, em tom de brincadeira, que era chegar lá e já está. Pobre ingénua! Mal sabia eu que iria esperar 26horas para te conhecer!!

Dei entrada na maternidade por volta das 8:30h do dia vinte de Novembro. Encaminharam-nos para a sala de partos. Deram-me uma "linda bata" e vieram examinar-me. 0cm de dilatação. Tu ainda não querias nascer. E tinhas razão. Não tinhas de nascer naquela altura. Mas devido aos "diabretes" (diabetes gestacional) tinhas que conhecer os teus papás às 39 semanas de gestação.

Avisaram-me logo que o parto seria demorado, pois era provocado. Pediram-me para eu caminhar muito pelos corredores. E assim fiz. Caminhei, caminhei, caminhei...

Por volta das seis da tarde começaram as dores. Apartir daí estive deitada na cama, com os fios à volta da barriga para ouvirmos o teu coraçãozinho. Passava pouco das 22h quando Puff... Rebentaram as águas! Que grande inundação. Apartir daí as dores aumentaram de intensidade à velocidade da luz. Por volta das quatro da manhã não aguentava mais. Pedi a epidural. Passado pouco tempo as dores fortes desapareceram.

Eram seis e meia da manhã, ouviu-se uma mãe a gritar e logo de seguida o choro de um bebé. Perguntava-me quando seria a minha vez de te ouvir a chorar.

 

20161123_075835 (2).jpg

 

Passava das dez e meia da manhã quando chamei a enfermeira. Eu estava com dores, pois já tinham passado seis horas desde a toma da epidural. Ela examinou-me. 10cm de dilatação. ESTAVA NA HORA! Depois foi uma correria de enfermeiros por todo o lado. 

Às 11:07h ouviu-se um choro. Eras tu, meu amor. Colocaram-te no meu peito. Olhei para ti e eu soube: TU ÉS O MELHOR DE MIM.

E, como por magia, todas as dores, medos e receios desapareceram. 

15666416_1523168571030036_511865456_n.jpg 

Beijinhos e até breve!

Mãe A.

16
Nov17

"As crianças são simples..."

Mãe A.

IMG_20171005_122950.jpg

Olá. 

 

Há uns tempos atrás, enquanto eu lavava a loiça, foi dar com o Baby R. dentro de uma caixa de sapatos. Nunca pensei que ele coubesse!!

Dei-lhe a caixa para ele se entreter enquanto eu arrumava a cozinha. E resultou! Ele estava tão sossegado que olhei para ver o que ele estava a aprontar e "voilá"! 

IMG_20171005_122958.jpg 

 

 Tive tempo de pegar no telemóvel e tirar umas fotos. Mas depois ele reparou e não quis brincar mais. Mas valeu a pena! Ele estava simplesmente feliz com aquela caixa que para mim era insignificante. As crianças realmente entretem-se com pouco. Nós é que pensamos que são precisos imenso brinquedos (e alguns dos mais caros porque tem mais "aplicações") para eles se divertirem. Mas não! Eles apnas precisam de algo que desperte a atenção deles. Pode ser a dita caixa de sapatos (ou outro tipo de caixa), uma garrafa de plástico ou uns taparueres.

 

As crianças são simples. Nós adultos é que complicamos! 

 

 

 Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D