Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

25
Jan18

Mãe A. quer

Mãe A.

Foto de Gusca.

 

Bem, desta vez ando a sonhar com este spot XL para o Baby R. Uma espécie de tenda. Mas bem mais original e bonita do que as de campismo.  É tão fofinha! Estou in love por ela. Ele iria dormir umas valentes sonecas nela. Iria divertir-se demais. Ou talvez não. Talvez fosse eu quem iria divertir-se. Mas quando ele fosse maiorzinho de certeza que iria fazer dela o seu refúgio.

Este e outros spots encontram-se na Gusca. Visitem o facebook deles, https://www.facebook.com/Gusca.pt/. E aposto que, tal como eu, se irão apaixonar.

Enquanto não me é possível ter um vou sonhando. Talvez um dia! 

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

 

 

24
Jan18

Bolo de laranja

Mãe A.

IMG_20180120_155628[1].jpgIMG_20180120_155620[1].jpg

 

Este fim-de-semana que passou decidi aventurar-me na cozinha para fazer um bolo de laranja. O bolo era de simples preparação. Ficou bom de sabor mas não "subiu", como de costume! Não sei porquê isso me acontece. Vocês sabem? Se souberem deixem em baixo nos comentários o motivo e como posso fazer diferente. :P

Bem, de qualquer das maneiras deixo-vos a receita.

 

Ingredientes:

IMG_20180120_150212[1].jpg

  • 5 ovos
  • 1 laranja grande
  • 70 gr de óleo
  • 1colher de fermento
  • 140 gr. de açucar
  • 200 gr. de farinha

Modo de preparação:

Na batedeira coloca-se os ovos com o açúcar. Bate-se durante uns 10 minutos. A seguir, junta-se a raspa e o sumo da laranja, o fermento, o óleo e a farinha. Mexe-se novamente. Depois é só colocar o preparado numa forma previamente untada e polvilhada com farinha e levar ao forno pré-aquecido nos 200º, durante uns 20 minutos. Façam o famoso teste do palito para terem a certeza se está cozido. No fim é só desenformar e saborear acompanhado com um bom café. :

IMG_20180120_163709[1].jpg

Espero que gostem. :D

Quero ver os vossos bolos nos comentários! Vamos lá aguçar o apetite umas ás outras! :D

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

23
Jan18

O meu macaquinho de imitação!

Mãe A.

O Baby R. está numa fase tão gostosa. Tão divertida. Está naquela fase em que imita tudo (ou quase tudo) o que eu faço. Principalmente, adora imitar-me a limpar. A sério gente! Dá para acreditar? A certa altura pegou num pano que estava caído no chão e começou a "limpar" os móveis da cozinha. Enquanto eu limpava as bancadas. Desde aí arranjei-lhe um pano (que é só dele) e ele anda por todos os cantos com ele a ajudar a mamã nas limpezas (até o leva para a creche!). Têm coisa mais fofa? Não têm! :D

IMG_20180121_123827[1].jpg

 

No Domingo enquanto eu ajeitava o quarto ele pegou num trapo que estava para ir para o lixo e começou a limpar o pó do chão. Claro que eu parei o que estava a fazer para contemplar o momento. É uma fase que passa tão rápido, assim como tantas outras. Sejam fases boas ou menos boas, todas deixam saudades. Esta ainda nem passou e eu já me sinto saudosa. 

 

IMG_20180120_104429[1].jpg

 Quem aí já me segue no instagram e no facebook? Corre lá que postei um vídeo do Baby R. a "limpar! :D

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

22
Jan18

Viver em harmonia com a desarrumação!

Mãe A.

Foto de Vida Ativa Mães e Bebés. 

(fotografia retirada de Vida Ativa Mães e Bebés)

 

Pois, isto é o que eu tenho vindo a dizer para mim mesma todos os dias. Tem dias que é mais fácil aceitar que outros! Mas aos poucos eu vou fazendo progressos.

Eu sempre gostei de ter as coisas organizadas. E à minha maneira! Ou seja, mesmo que seja outra pessoa a arrumar, eu vou sempre achar que não está perfeito. Eu sei, é mau para mim e mau para a pessoa que arrumou. Mas não consigo evitar. 

Para conseguir ter a casa "arrumada" eu tenho alguns truques.

  1. De manhã, ao levantar, tento fazer logo a cama (claro que nem sempre dá). Vai parecer que o quarto está arrumado (ou minimamente arrumado). Geralmente faço-a ao fim de vestir o Baby R.                                                           
  2. Se o Baby R. estiver distraído vou catando a roupa espalhada pelo chão ou algum brinquedo.                    
  3.  À noite nunca me deito com a cozinha por arrumar (salvo alguma exceção). Geralmente, aproveito quando o Baby R. está na sua mesinha a acabar de comer o jantar e vou logo a correr colocar a loiça suja na máquina (gente, máquina de loiça é vida! É uma mais valia para nós mamãs!). Outras vezes deito-o e, enquanto ele dorme, eu vou limpar a cozinha.                                                                                
  4. Lavo a roupa geralmente à Quinta ou Sexta-Feira. Assim ela seca durante o fim-de-semana e Segunda-Feira é quando eu me atiro a ela. Tem vezes que passo a ferro no Domingo à noite, assim começo a semana com o pé direito! O truque é não deixar acumular cestos e cestos de roupa.                                   
  5. Se tirei alguma coisa de uma gaveta tento colocar logo no lugar. Assim evito que a casa chegue a um estado de emergência. 

Claro, que nem todas as semanas eu consigo fazer isto. Tudo vai depender do traquina! Se está bem disposto ou não, se naquele dia só quer colo. Mas sempre é uma ajuda. Quanto a limpezas profundas, guardo-as para quando o Pai J. vem a Portugal.

E aí, mais alguém em recuperação da "obsessão por limpezas"? 

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

20
Jan18

Coisas para se fazer no calor.

Mãe A.

Ora bem, há tanta coisa para se fazer em dias de calor. Mas confesso, pensar em dias quentes com o frio que está lá fora é um pouco deprimente! :( Apesar de gostar mais da Primavera do que do Verão. Gosto de dias amenos. Mas bora lá!

A primeira coisa que me ocorre é nada! Quando estão trinta e tais graus só apetece "estar debaixo da bananeira" de papo para o ar! É ou não é? :D

Passear muito. Seja à beira-mar, num jardim ou uma ida ao parque com o filhote e com o marido quando está cá! O que importa é passear!

Comer um gelado. Se há coisa que não pode faltar em dias quentes é gelado! :P Sabe sempre bem em dias de calor (e em dias frios! eu sou dessas!!). Agora lembrei-me do Magnum branco, do Magnum de caramelo... CHEGA!! 

Limpar a casa. Não é toda a gente que vê um lindo dia de sol e se lembra de limpar a casa. Mas eu penso nisso. Abrir as janelas e começar a limpar o pó, o chão, tudo! Sou doida né? :D

Fazer um piquenique! Imaginem, uma mesa debaixo de árvores, comida, bebida e as pessoas que mais gostamos. O que pedir mais? 

Ver um filme. De preferência uma comédia romântica. Com a ventoinha ligada, claro! :P

 

Depois podia dizer que o programa ideal era ir à praia. Só que não! Não sou mulher de praia. Não gosto de me sentir um croquete! Com areia pelo corpo todo. Tenho medo do mar. E para ficar deitada ao sol feito frango churrasco também não gosto. Sou esquisita, eu sei! 

 

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

18
Jan18

12 mitos e verdades sobre a gravidez!

Mãe A.

Resultado de imagem para mitos e verdades na gravidez

(îmagem retirada da internet)

 

Quantas vezes, na gravidez, eu ouvi que isto ou aquilo fazia mal ao bebé? E aposto que não fui e não serei a única. Por isso, hoje venho destacar 12 mitos e verdades durante a gravidez. 

  1. Azia na gravidez é sinal de bebé cabeludo. Mito. Eu tive um pouco de azia na gravidez, principalmente no ultimo trimestre, e o meu filho nasceu praticamente careca (ainda hoje tem pouco cabelo). O nascer com muito ou pouco cabelo está relacionado com a genética. 
  2. "Não andes com os cães/gatos junto da barriga porque depois o bebé nasce peludo". Mito. Eu andei sempre ao pé dos meus cães e gatos. Peguei neles, encostei-me a eles. E, no entanto, não tive nenhum filho macaco, antes pelo contrário. 
  3. "Não deixes de comer algo que te apeteça para o bebé não nascer com cara de aguado". Mito. Eu acho que foi uma desculpa que nós mulheres arranjamos para podermos comer tudo o que nos apetecer! :D
  4. "Se queres ter muito leite tens que beber cerveja". Mito. A mulher deve ingerir muitos líquidos, principalmente água.
  5. Grávida não deve tomar banho com água muito quente. Mito. Não tive qualquer problema em tomar banho com água muito quente. E acreditem que tomo banho com "água de depenar pito". :D
  6. Não de deve beber limonada durante a gravidez para o bebé não nascer com cólicas. Mito. Durante a gravidez pode beber-se limonada. A não ser que a mãe fique com azia. Depois do parto, aí sim, não convém beber limonada.
  7. Se a grávida tem muitos enjoos é menina. Mito. Eu, nos três meses, tive muitos enjoos e tive um menino lindo!
  8. Se a grávida andar com colares o bebé pode nascer com o cordão umbilical à volta do pescoço. Mito. Acho que isso têm haver com o ter que ser. Eu usei muitas vezes colares e correu tudo bem.
  9. Carne crua ou mal passada transmite toxoplasmose. Verdade. Pode transmitir toxoplasmose principalmente se a grávida não for imune à doença.
  10. Não pode tomar café na gravidez. Mito. Pode tomar café na gravidez, desde que seja com moderação. O aconselhado é até duas chávenas por dia.
  11. Não se deve comer marisco durante a gravidez. Mito e Verdade. Pode comer, apesar de não ser aconselhado pelo facto da probabilidade de causar intoxicação alimentar ser maior. 
  12. "Tens o peito grande vais produzir muito leite". Mito. 

 

E é isto gente. Os meus mitos e verdades basearam-se na minha experiência pessoal. Claro que pode haver pessoas que aconteceu alguns destes factos. Como em tudo na vida não há regra sem exceção. 

 

Beijinhos e até breve.

      Mãe A.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

16
Jan18

O meu filho ainda não anda!

Mãe A.

Quantas vezes encontramos alguém conhecido e perguntam-nos logo: "ele já anda?". Não, ele ainda não anda. Eu sei que é simples curiosidade. Eu própria também já devo ter feito essa pergunta a alguém. Me desculpem tá? Mas só agora eu percebo a pressão que isso exerce sobre nós mães.

O Baby R. tem quase 1 ano e 2 meses. Ainda não caminha sozinho (e mesmo acompanhado vai muito tropeço).

Eu sei, e digo muitas vezes para mim mesma, que cada bebé tem o seu ritmo. Que ele ainda não está fora de tempo, mas... Mas a preocupação paira sempre sobre mim. Ele sempre foi rapaz de se aventurar de pé. E nunca foi rapaz de estar parado. Toda a gente dizia que ele iria andar antes de um ano. Mas ele vê que de gatas também alcança o que quer (quando mira algo interessante, põe a primeira e é vê-lo a gatinhar a alta velocidade :D) e por isso não se mostra interessado em começar a caminhar. 

O Baby R. também ainda está numa fase de querer muito colo. É um nenuco ainda. Um bebé. E será sempre o meu bebé, independentemente da idade que ele tenha. Não é assim com todas as mães?

Apesar de querer que ele saia por aí a correr, eu não o pressiono. É quando ele se sentir preparado.

Claro que para mim, neste momento, seria melhor porque me daria um pouco mais de "liberdade" para fazer as coisas de casa. Mas tudo bem.

Até para ele. Ele conseguiria divertir-se muito mais em algumas situações. Quantas vezes vamos, por exemplo, ás compras e ele já está farto do carrinho, do colo? E se ele andasse poderia explorar mais. Porque não vou colocá-lo no chão onde passam "milhentas" pessoas.

 

Ele não caminha ainda, mas todos os dias faz uma coisa nova. E tenho que agradecer por isso. Por ele ser um rapaz alegre, inteligente e maroto. Oh se é! Cada dia é uma nova vitória para ele. Por isso temos de ter paciência. Incentivando-o possitivamente. Puxando por ele mas sem o pressionar (se ele for igual a mim, quando me sinto pressionada é quando não faço nada de jeito! :S).

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

 

 

15
Jan18

Entre marido e mulher...

Mãe A.

Foto de Vida Ativa Mães e Bebés.

 

Quando o marido já está pronto para deitar e pergunta: "ainda não vens para a cama?". O que apetece responder: "eu gostava de ir. Mas tive a adormecer o Baby R., ainda não acabei de jantar, a cozinha está por arrumar, tenho uma máquina de roupa para estender e se possível gostava ainda de tomar um banho! Se possível, claro!".

O marido quando está em casa até pode ajudar. Mas cá entre nós, as coisas  nunca ficam perfeitas (a nosso ver). É ou não é mulherada? Há sempre qualquer coisa que fica a faltar na limpeza. 

Nós mulheres somos mesmo complicadas. Eu confesso que sim! Mas temos uma coisa que os homens não têm: SONO! 

Tem dias que deitamos com o filho para ele dormir e a gente dorme junto? Tem.

Tem dias em que o cansaço é maior que a nossa fome? Tem.

Tem alturas que o cansaço mexe com o nosso humor? Tem.

Quantas vezes isso não acontece? Ser mãe é isto mesmo. Dormir pouco. Amar muito. 

Porém, nós mães somos muito mais fortes e resistentes ao cansaço do que pensamos. 

Nada é maior que a nossa força maternal. Claro que nem sempre penso assim. Também há dias em que apetece dormir o dia todo. Mas depois penso no que tenho para fazer e... Oh meus Deus! É melhor não falar no que tenho para fazer para não desesperar já. Vou guardar o desespero para logo!  

 

Beijinhos e até breve.

    Mãe A.

 

13
Jan18

Eu nunca...

Mãe A.

Sábado. Significa que hoje é dia de responder ao desafio das 52 semanas. Desta vez terei que dizer o que nunca fiz na vida ou o que nunca farei. O problema é saber por onde começar. É tanta coisa que ainda não fiz. Mas adiante! 

 

Eu nunca comi sushi. Tenho curiosidade em experimentar. Mas nunca calhou. E, para ser franca, tenho um pouco de receio. Não conheço restaurantes de confiança nessa área.

 

Eu nunca traí um namorado. Se há coisa que eu aprecio é a lealdade. Principalmente em relacionamentos. Acho que ninguém gosta de ser chifruda. Pois eu também não (apesar de já o ter sido com um antigo ex.). Logo se não quero que o façam a mim, também não o farei. 

 

Eu nunca passei a passagem de ano longe dos meus pais. É verdade, há 28 anos que a passo sempre na companhia deles. E por acaso existe melhor companhia do que a da nossa família?! 

 

Eu nunca me imaginei mãe de menino. Sempre desejei ter uma menina (e ainda pretendo tentar a sorte!). E quando soube que estava grávida de menino a minha reacção foi de felicidade e passei a desejar apenas que ele viesse perfeito e com saúde. Amo ser mãe de menino. Amo ser mãe do Baby R. E quando tentar ter outro filho se for novamento um menino, amá-lo-ei da mesma forma que amo o irmão mais velho. 

 

Eu nunca dei sangue. Não gosto de agulhas (mas será que há alguém que goste?!). As minhas veias escondem-se. Tenho medo. Mas um dia vou fazer esse gesto tão nobre (fica a promessa).

 

Eu nunca farei mergulho. Nem pensar! Primeiro, porque não sei nadar (sim, sim, gozem lá). Segundo, porque podem aparecer tubarões. Deus me livre de tal coisa! :S

 

Eu nunca saltei de páraquedas! Nunca o fiz e não pretendo fazê-lo. Tenho vertigens. Acho que chegava lá a cima, olhava para baixo e primeiro gritava. Depois desmaiava. 

 

Bem, por agora é tudo. Um dia conto-vos mais. 

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

 

 

 

12
Jan18

Mãe é mãe!

Mãe A.

Resultado de imagem para mãe é mãe

Olá. 

 

No outro dia estava a falar com o Pai J. sobre o papel da mãe e do pai na vida do bebé. Na minha opinião, é muito mais fácil ser pai do que mãe. Quando o bebé chora, o pai vem a correr ter com a mãe para o entregar. E diz: "Ele quer mamar!" ou "Ele quer a mãe!". Não se esforça muito para tentar perceber o porquê dele estar a chorar. Enquanto que a mãe faz os possíveis (e impossíveis, também!) para encontrar uma motivo para o choro. Claro que por vezes ele quer mesmo mamar, ou quer apenas carinho da mamã. Mas nem sempre é assim.

É muito importante a figura paterna, mas mãe é mãe (como diz a minha sogra!). Mãe prepara a comida do bebé. Mãe lava, passa e arruma a roupa do bebé. Mãe escolhe ao pormenor que roupa o seu filho vai usar. Já o pai é a primeira que aparecer! Não importa se é uma camisola com bolas e umas calças com riscas. Para o pai tudo fica bem! Mãe passa horas na internet a informar-se sobre o desenvolvimento do bebé a cada mês. Mãe chora quando o filho chora. Mãe fica destroçada ao ver o seu filho doente. Mãe vai trabalhar sempre com o pensamento no filho (mesmo que saiba que fica bem na creche ou com os avós, para a mãe ele só está bem junto dela!). Ah, mãe chora, mãe ri, mãe "baba-se" simplesmente ao olhar para o seu bebé.  

O texto a seguir encontrei na internet e é examentente o que eu penso. Vale a pena ler! 

 

 "Mãe é mãe ...

Ser pai é um pouco mais fácil. Pai não carrega 9 meses dentro de si. Não vomita, não tem sua bexiga comprimida. Pai não tem seu corpo invadido por um bisturi, não faz cesárea, não faz parto normal, não fica louco com os hormônios, não fica com insegurança do mundo e medo de não segurar a bronca.
Pai não vê seus seios sangrando pra alimentar o bebê, não vela o sono do bebê na madrugada, não passa a mão no narizinho dele 569 vezes por noite pra ver se está respirando. Pai não tira dúvidas no grupo de mães, não sofre com o corpo modificado no espelho, pai pode devolver pra mãe quando o bebê perde o fôlego de chorar. Pai tem uma retaguarda que se chama mãe.
É claro que pai é importante: muito importante. Pai é tudo de bom. Pai brinca, conversa, carrega, embala, dá banho, provê necessidades físicas e mentais, participa ativamente, mata um se preciso for. Pai é bom, é gostoso, transmite segurança, ajuda pra caramba. Mata dois, se preciso for.
Mas mãe é diferente. Mãe que é mãe tá acima do bem e do mal. Mãe tem um quê de "autoridade espiritual" sobre seu bebê, mãe renuncia, mãe pede todo dia pra Deus interceder pelos seus filhos. Mãe deixa os amigos, mãe fica em casa quando todos estão se divertindo. Quantas vezes não toma banho, que luxo lavar o cabelo!
Mãe vive pra cria.
Pessoa boa é quem gosta do seu filho, lugar bom é o que você pode ir com seu bebê. Comida boa é a que não dá cólica, promoção boa é a de fralda.
Mãe não tem um interesse maior que não seja pelo bem estar do seu filho. Mãe sabe a data de cada vacina, mãe sofre com a febre, mãe se despedaça em mil com o choro.
Mãe "lambe sua cria", sobe no lustre pra ganhar uma risadinha, não assiste um jornal sem imaginar "meu Deus, e se fosse MEU filho!?"
Mãe enfrenta um exército.... de salto alto e de peito aberto! Se todo o mais faltar,a mãe estará junto ao seu filho.
Mãe é MÃE...."simples" assim....." 
(Autoria Priscila Santos Inowe)

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D