Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

17
Nov17

Carta ao meu filho Baby R. - O dia do parto!

Mãe A.

 

 

IMG_0176.JPG

 

Carta ao meu filho Baby R.

 

A poucos dias de completares um ano, dou por mim a recordar o dia mais mágico da minha vida, o teu nascimento.

Era um Domingo. Estava um dia de sol lindo. Parecia Primavera, apesar de já estarmos no Outono. Tinha um friozinho na barriga. Não tinha medo. Só queria ter-te nos meus braços.

Nunca pensei muito no dia do parto, quando chegasse a hora logo se via. Cada caso é um caso, não adiantava pensar sobre o assunto. Aliás, sempre disse, em tom de brincadeira, que era chegar lá e já está. Pobre ingénua! Mal sabia eu que iria esperar 26horas para te conhecer!!

Dei entrada na maternidade por volta das 8:30h do dia vinte de Novembro. Encaminharam-nos para a sala de partos. Deram-me uma "linda bata" e vieram examinar-me. 0cm de dilatação. Tu ainda não querias nascer. E tinhas razão. Não tinhas de nascer naquela altura. Mas devido aos "diabretes" (diabetes gestacional) tinhas que conhecer os teus papás às 39 semanas de gestação.

Avisaram-me logo que o parto seria demorado, pois era provocado. Pediram-me para eu caminhar muito pelos corredores. E assim fiz. Caminhei, caminhei, caminhei...

Por volta das seis da tarde começaram as dores. Apartir daí estive deitada na cama, com os fios à volta da barriga para ouvirmos o teu coraçãozinho. Passava pouco das 22h quando Puff... Rebentaram as águas! Que grande inundação. Apartir daí as dores aumentaram de intensidade à velocidade da luz. Por volta das quatro da manhã não aguentava mais. Pedi a epidural. Passado pouco tempo as dores fortes desapareceram.

Eram seis e meia da manhã, ouviu-se uma mãe a gritar e logo de seguida o choro de um bebé. Perguntava-me quando seria a minha vez de te ouvir a chorar.

 

20161123_075835 (2).jpg

 

Passava das dez e meia da manhã quando chamei a enfermeira. Eu estava com dores, pois já tinham passado seis horas desde a toma da epidural. Ela examinou-me. 10cm de dilatação. ESTAVA NA HORA! Depois foi uma correria de enfermeiros por todo o lado. 

Às 11:07h ouviu-se um choro. Eras tu, meu amor. Colocaram-te no meu peito. Olhei para ti e eu soube: TU ÉS O MELHOR DE MIM.

E, como por magia, todas as dores, medos e receios desapareceram. 

15666416_1523168571030036_511865456_n.jpg 

Beijinhos e até breve!

Mãe A.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D