Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

15
Nov17

A maternidade pura, dura e mágica!

Mãe A.

IMG_20170819_095249.jpg


Olá. 

 

Na gravidez:

  • sofremos com o alterações de humor;
  • sofremos com o aumento de peso;
  • sofremos com retenção de liquidos;
  • sofremos com os pés inchados;
  • sofremos com dores nas costas;
  • sofremos com o aprecimento de diabetes (ATENÇÃO: não acontece com todas. Comigo aconteceu);
  • Sofremos com o aparecimento de estrias;
  • sofremos com alguns pontapés mal dados do bebé;
  • sofremos psicologicamente porque pensamos em tudo e mais alguma coisa e levamos tudo muito a sério;
  • sofremos com a bexiga do tamanho de uma ervilha;
  • sofremos na altura do parto.

 

Quando o bebé nasce:

  • não dormimos mais de três hora seguidas (quando chegas às três é uma sorte!);
  • não comemos direito e nem a horas (por vezes dou por mim a almoçar às 16h);
  • não vamos mais à casa-de-banho sozinhas;
  • não saímos mais lindas,limpas e perfumadas (há sempre um bolsado na roupa e passamos a cheirar a toalhitas, quando não é algum cheiro pior!);
  • não nos penteamos todos os dias ( quando fico em casa sem sair, chego à noite e apercebo-me que não penteei o cabelo!);
  • não saimos mais à noite, nem que seja para um rico cafézito (em vez disso passamos a ferro, limpamos a cozinha, apanhamos os brinquedos e, se der tempo, tomamos banho);
  • não tomamos banho todos os dias (sim, sim. Que porca! Experimentem ter um filho e estarem sozinhas por conta própria e depois conversamos!).

 

 

Mas tudo isso leva a uma vida cheia de cor, de descobertas, de amor e alegria.

A casa está dessarrumada porque preferimos dar atençao ao nosso filho. Há brinquedos espalhados por todo o lado porque o nosso filho é uma criança saudável, alegre e muito activo e logo brinca imenso.

É duro? É.

É cansativo? É.

É recompensador? MUITO!!!

Um olhar apaixonado, um sorriso verdadeiro ou um simples abraço do nosso filhote faz-nos ver que tudo vale a pena e tudo se torna mágico.

 

 

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

 

 

14
Nov17

Diversão na hora do banho!

Mãe A.

 

 

IMG_20171101_142248.jpg

Olá. 

 

Nos primeiros dias de vida do Bbay R. dava-lhe banho e ele chorava se estivesse de barriga para cima. Mas se fosse de barriga para baixo era um consolo. Passado um/dois meses aprendeu a gostar do banho de qualquer maneira. Ele "chapina", ri, grita de contente, brinca que se farta com os brinquedo ou simplesmente com a água. Não há um dia em que lhe dê banho e saia seca! 

No ínicio dava-lhe banho ao ínicio da noite. Relaxava-o, o que fazia com que dormisse a noite toda. Porém ele cresceu. Agora brinca e diverte-se tanto no banho que acabava por o despertar mais. Então mudei o horário da banhoca. Hoje em dia dou-lhe banho entre as 18h e as 18:30h. São duas horas antes da hora em que ele dorme. E tem resultado!

 

Como o tempo passa! No ínicio davamos-lhe banho numa banheira com suporte para evitar a dor nas costas. Depois passamos para uma banheira insuflável. E o que ele amava aquela banheira! Furou-se. Agora já toma banho na banheiro dos crescidos.  

Está crecido o meu bebé. Já vai fazer um aninho.

Volta tempo. Estás perdoado!

 IMG_20171101_142743.jpg

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

 

 

13
Nov17

Fica a dica #2

Mãe A.

 

Olá. 

 

Sabem aqueles dias que o bebé não desgruda a mãe por nada? 

O Baby R. aos fins-de-semana quer tirar a desforra dos dias que passa na creche. Pede colo. Chora se me afasto. Resmunga se não lhe faço a vontade. Nestes dias torna-se complicado (senão impossivel) fazer alguma coisa.

Para facilitar na hora de preparar as sopas do Baby R. eu tenho um truque. Nos dias em que tenho mais tempo (ou ele está na creche ou o pai está cá), preparo os legumes todos. Depois é só repartir por sacos de congelação os legumes necessários para uma sopa. Por exemplo, num saco coloco a corgete, o feijão verde, a cenoura, a cebola, o alho. E congelo.IMG_20171028_195039.jpg

Naqueles dias "mais apertados" é só tirar um saco do congelador e colocar numa panela com água a cozer.  Pensando que não ajuda bastante. Fica a dica! 

Beijinhos e até breve!

Mãe A.

10
Nov17

"Mamã, hoje quero comer sozinho!"

Mãe A.

23416561_1736455883031830_2578047578188808192_n.jp

 

Olá 

 

Ontem o Baby R. não queria que eu lhe desse a sopa. Já se acha muito independente. :D Pois bem, fiz-lhe a vontade. Dei-lhe a colher para a mão e coloquei a taça com a sopa à sua disposição. O resultado não poderia ter sido mais caricato. Deliciei-me a ver o seu jeito, ainda desajeitado, a comer a sopa.  Ele adorou ter essa liberdade. É certo que o resultado foi sopa por todo o lado. Não sei se comeu tanto quanto a sopa que ficou na mesinha dele ou no chão. Ou até mesmo no sofá. Não me perguntem como foi lá parar! 

Mas foi um momento delicioso! 

 

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

 

09
Nov17

Fica a Dica #1 - Organização das roupas do bebé

Mãe A.

IMG_20171106_135910.jpg

Olá. 

 

Para quem não sabe, eu gosto de ter sempre tudo o mais arrumado e limpo possivél. Agora tem sido praticamente impossivél. Mas tenho tentado não pensar muito nisso para não dar em doida. O mais dificíl é evitar cobrar-me por alguma coisa estar dessarrumada ou por limpar (e parece que quando consigo ter tudo impecável não recebo visitas. Mas quando está tudo caótico aparece sempre alguém! rsss). Em outro dia falarei sobre a pressão que, nós mulheres temos de ter tudo em ordem.

Sempre procuro truques que me facilitem o meu dia-a-dia. Um deles passa pela roupa do Baby R. 

Para quem, como eu, tem pouco espaço de arrumação estas ideias são uma boa opção. Comigo resulta!

 

 

IMG_20171029_080456.jpgIMG_20171029_080502.jpg

Para os bodys e camisolas (grossas e fininhas) dobro-as e coloco-as em cima umas das outras. Para mim tem resultado asssim.

 

IMG_20171029_080809.jpg

Na roupa de andar por casa e os pijamas faço as mesma coisa que faço com as camisolas.

 

IMG_20171106_050346.jpgIMG_20171106_050222.jpg

No guarda-fatos coloco as mantas, lençóis, edredons e toalhas de banho dobradas na parte de baixo. Na parte de cima tenho as fraldas de pano, os babetes e os gorros/chapéus. Na caixa rosa tenho alguma roupa que ainda é muito grande para o Baby R. Nos cabides penduro os casacos (do mais grosso para o mais fino) e os conjuntos de roupa.

 

 

IMG_20171029_080525.jpgIMG_20171106_135826.jpg

Com as calças eu enrolo-as. Ocupa menos espaço e é muito mais fácil de encontrar as que eu procuro. 

 

 

IMG_20171029_081301.jpgIMG_20171029_081433.jpg

As meias guardo-as numa caixa. Quanto aos sapatos, por enquando também estão dentro de uma caixa (mas ainda não estão do meu agrado).

 

 

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

 

08
Nov17

Filetes de pescada no forno com arroz de bróculos

Mãe A.

IMG_20171029_180159.jpg

Olá. 

 

Hoje trago-vos uma receita saudável e muito saborosa. Eu adoro. E é tão fácil de fazer.

Espero que gostem. 

 

Filetes de pescada no forno com arroz de bróculos

Ingredientes:

- 1 cebola

- azeite

- 1 dente de alho

- 2 colheres de sopa de polpa de tomate

- bróculos a gosto

- sal

- arroz

- filetes de pescada panados (eu compro no Lidl, mas também podem panálos em casa)

 

Modo de preparção:

 

Coloca-se os filetes num tabuleiro (de ir ao forno) com papel vegetal em baixo e leva-se ao forno pré-aquecido.

Entretanto, pica-se a cebola e o alho. Coloca-se num tacho com um pouco de azeite e deixa-se fritar. Junta-se os bróculos já preparados (lavados e partidos em pedaços pequenos), um pouco de água, sal e a polpa de tomate. Deixa-se cozer durante uns 5 minutos. Depois é só acrescentar água e o arroz.

 

Bom apetite! 

 

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

07
Nov17

"Mamã está na hora de acordar!"

Mãe A.

IMG_20170924_091911.jpg

Olá 

 

Quem aí acorda sempre bem disposto? Cheio de energia? O Baby R.. Ele tem um bom acordar. Todos os dias, salvo excepção, acorda alegre e logo muio activo.

Ele não acorda sempre à mesma hora. Tudo vai depender da hora que adormecer ou se dorme bem de noite. Mas na maioria dos dias acorda por voltas das 6:30h/7h. Por exemplo, ontem (6 de Novembro) acordou às 6h. Começou logo a puxar-me os cabelos como quem diz: "Mamã acorda. Está na hora de acordar!". Não filho, não está na hora de acordar. A mamã queria dormir mais um pouco (ou muit! :D). Mas um sorriso teu e eu desperto logo (com a ajuda de um cafezinho!). Esqueço o sono, a noite mal dormida ou alguma dor que possa existir.

Normalmente ele dorme no seu berço. Mas por volta das 3h/4h ele acorda para mamar e acaba por ficar comigo o resto da noite. Sim, ele dorme comigo a partir de certa hora e por vezes dorme a noite toda comigo. O pai não está, ele faz-me companhia. Apesar de ele não ter um dormir tranquilo (mexe-se muito) é sempre bom dormir com ele.

Tem pessoas que ião dizer: "é o pior que tu podes fazer. Ele vai habituar-se e não vai querer dormir mais na cama dele". Opiniões são opiniões. Cada um tem direito à sua. Para mim, NA MATERNIDADE NÃO HÁ CERTO OU ERRADO. Cada mãe/pai faz o que acha melhor para os seus filhos e o que se enquadra melhor no dia-a-dia da sua familia.

E vocês compartilham a cama com o vosso(a) filho(a)?

 

 

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

06
Nov17

Amamentação com Amor

Mãe A.

IMG_20170930_135639.jpg

Olá. 

A minha experiência com a amamentação não poderia ter sido mais positiva.

Quando o Baby R. nasceu, a enfermeira ajudou e ensinou-me como dar de mamar ao bebé. O segredo está numa boa pega. A chamada boca de peixe. No segundo dia, ainda mesmo na maternidade, já o meu filhote mamava correctamente. Por isso nunca tive dores ao dar de mamar. Nunca tive os bicos rachados. Nunca tive mastite. Para quem não ssabe, a mastite é uma inflamação na mama que causa dores e, por vezes, é acompanhada de febre. Quando eu sentia os peitos a "explodir" eu tirava logo leite com a bomba. 

Como já disse, o Baby R. sempre mamou da maneira correta. Nunca foi rapaz de mamar durante muito tempo. Quinze minutos, ás vezes até menos, e já bastava. Ele puxava bem. Também ajudava eu ter bastante leite. Ainda dou de mamar e pretendo dar por mais algum tempo. Apesar de agora estara a ser mais desafiante. Os dentes já se fazem notar. E ele, malandro, aprendeu a morder a mama apenas para brincar. Ou então gosta de me ouvir gritar!  

Mas desistir, por enquanto, não é opção! É maravilhoso amamentar o nosso filho. É um momento só nosso. De cumplicidade. De união. Não quero com isto dizer que quem não consegue (ou não quer por opção), não possa ter os mesmos momentos de cumplicidade, de união, de amor com o seu filho. Porque pode. Seja mama ou biberão, o importante é alimentar o nosso rebento. 

 

Beijinhos e até breve!

Mãe A.

03
Nov17

Pão-de-ló fofinho

Mãe A.

 

Olá. 

 

Hoje trago-vos uma receita de pão-de-ló.

A minha mãe ligou-me e disse: "tens de fazer esta receita, fica uma delicia!". Então lá fui eu me aventurar na cozinha (não sou a melhor pasteleira dos arredores). E tenho a dizer que, realmente, ficou uma maravilha. Muito fofinho. Adoçou o feriado (1 de Novembro).

Experimentem e partilhem a vossa opinião. 

 IMG_20171101_114813.jpg

 

PÃO-DE-LÓ FOFINHO

Ingredientes:

- 7 ovos inteiros

- 7 gemas

- 250gr de farinha

- 185gr de açucar

- 2 colheres de óleo

- 1 pitada de sal

- raspa de limão

- fermento q.b.

 

Modo de preparação:

 

Na taça da batedeira colocam-se os ovos inteiros, as 7 gemas, o açucar e uma pitada de sal. Deixa-se bater durante 12 minutos. No último minuto junta-se o óleo.

Terminados os 12 minutos, junta-se então a farinha peneirada, o fermento e um pouco de raspa de limão (para que, como eu, não gosta do sabor a limão nos doces, coloque pouca raspa de limão). Envolve-se o preparado lentamente com uma colher.

Depois é só deitar a massa numa forma com buraco. Não é preciso untá-la. Não se preocupem que não vai agarrar! 

Leva-se ao forno nos 180º já previamente aquecido e deixa-se cozer durante 30 minutos. Tudo vaio depender de cada forno. Vá fazendo o teste do palito.

Quando estiver cozido, retire do forno e coloque-o "de cú para o ar" em cima de um copo alto.IMG_20171101_105959.jpg

Ao fim de arrefecer é só desenformar e saborear.

 

Bom apetite!

 

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

02
Nov17

O dia de Halloween

Mãe A.

Olá. 

Não me recordo de festejar o Halloween. Talvez nos tempos de escola, quando ainda era uma criança. Não sei. É uma data que não me diz muito. Porém, acho que a minha opinião está para mudar.

Na Terça-Feira (31/10/2017) quando fui buscar o Baby R. à creche, fiquei toda babada. E, confesso, entusiasmada. As educadoras tinham pintado numa bocecha uma teia e na outra uma aranha. Fizeram um género de colete para as crianças. O das meninas tinha autocolantes coloridos. O dos meninos tinha uma gravata branca com uma aranha.

O Baby R. estva LINDO! Fez-me pensar que quero que ele cresça a festejar o dia das bruxas e todas as outras datas festivas. Ele irá conhecer e viver esses dias. Irá divertir-se. Iremos divertirmo-nos os dois! E quando ele crescer depois decide se quer ou não continuar a festejar essas datas.

Até lá, vamos comemorar TUDO!

 

 

 

 

IMG_20171031_174617.jpg

(Assim estava ele quando o fui buscar. LINDO)

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub