Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

09
Abr18

Quando o filho acorda de mau humor

Mãe A.

Resultado de imagem para birras bebe

 

Hoje o Baby R. acordou às seis e pouquito da manhã. Acordou cedo. Cedo e mal disposto. Estava no colo, queria ir para o chão. Estava no chão, queria ir para o colo. Tinha um brinquedo na mão, queria a vassoura. Tinha a vassoura já queria outra coisa qualquer. Começava a chorar de um minuto para o outro. E, nós pais, sem percebermos o motivo. 

Por vezes nem é preciso um motivo especifico. Também nós adultos acordamos alguns dias dispostos a partir tudo. Com um humor de cão. Se calhar, até um cão é mais bem humorado. Não é verdade? Porém, quando a pequenada acorda nesse estado, é certo que o nosso dia está estragado. Eu pessoalmente fico sem paciência para o dia de trabalho que se segue. Fico a contar os minutos para voltar para casa. Para pegar no meu filho e lhe dar todo o mimo possível. Para que ele possa sentir-se melhor. Mais bem disposto. Para  que possa sentir-se seguro e amado. Já falta pouco para estar junto dele.

 

Agora um à parte. O Baby R. portou-se lindamente este fim-de-semana. Andou sempre bem disposto. Muito alegre. E comeu tão bem. Não houve uma refeição em que ele fizesse birra. É O MEU ORGULHO! MEU AMOR MAIOR.

 

 

 Beijinhos e até breve.

      Mãe A.

04
Abr18

A minha Páscoa

Mãe A.

 

 

Não sei quanto a vocês, mas eu adorei o fim-de-semana prolongado de Páscoa. Fomos passa-lo a Lisboa a casa da minha irmã. E soube-me tão bem. Há muito tempo que não me sentia "leve", livre. Não sei como vos explicar. Não houve um dia em que pensasse em tarefas domésticas, problemas laborais e financeiros. Nesses quatro dias de folga libertei-me desses pensamentos que tomam conta de mim os restantes 361 dias do ano. Fui apenas eu a curtir o meu marido, o meu filhote, a minha irmã e o meu cunhado. 

Na Sexta-Feira acabei por ficar sem bateria no telemóvel. Mas decidi não o colocar à carga. Desliguei-me completamente das tecnologias. Sem telemóveis nem computadores.

O tempo foi nosso amigo. Passeámos muito. O Baby R. adorou a capital, principalmente andar à beira Tejo. :D Só faltaram os meus pais para ser mais que perfeito.

 Aspeto menos positivo da viagem:

Na Segunda-Feira fomos a Montijo visitar umas pessoas amigas. Até aqui tudo bem. O problema foi arranjar um restaurante que servisse sopa. Sim, leram bem. Entrámos num, sentamos-nos e ao fazer o pedido de sopa informaram-nos que não tinham. Fomos embora. Entrámos em outro e também não tinham. Eu já deitava fogo pelos olhos. Fomos encontrar sopa numa pastelaria que servia refeições. Não acho normal. Para mim e para o Pai J. qualquer comida serve. Agora para o Baby R. não. Ele tem que comer sopa às refeições. Fiquei fula da vida. Nem a comida me caiu bem. Comi salada e pouco mais. 

 

Bem, já voltamos à nossa rotina normal: creche-trabalho-casa. Lá diz o ditado que o que é bom acaba depressa. 

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

P.S.- Só agora me apercebi que não provei as amêndoas da Páscoa! Um ponto positivo para mim! :D

 

    

28
Mar18

Quando as noites (não) são feitas para dormir!

Mãe A.

Foto de Clínica Amamentos.

 

Realmente o que acontece durante a noite é isto (tirando os gatos). Ele querendo mamar. Sempre aos empurrões ao pai. E sempre atrás da mãe. Ele está ferrado a dormir (ou assim parece!), eu aproveito para me afastar um bocadinho para poder estar mais à vontade. Pois nem um minto demora para que ele venha atrás de mim. E depois é muito pior. É a cabeça dele em cima do meu ombro, quando não é em cima da cara. Até me ria, se não fosse eu a estar nesta posição.

Eu gosto de dormir com ele. Mas confesso que há noites que não são nada fáceis. A de ontem foi uma delas. Sempre a acordar. Sempre a querer mamar. Sempre a queixar-se. Pode ser que eu esteja enganada mas parece-me que ele está a ficar doentinho. Pois durante o dia também pouco quis comer. 

Quem mais se identifica com a imagem? 

 

 Beijinhos e até breve.

      Mãe A.

27
Mar18

Porque o meu filho só chora comigo?

Mãe A.

Resultado de imagem para o meu filho só chora comigo

 

Quando vou deixar o meu filho na creche ele fica em prantos. Mas quando é o pai fica bem-disposto. 

Na creche ele não faz birra, não diz "não" na hora de comer, não chora na troca da fralda. Mas comigo chora. Porque o meu filho só chora comigo? Ás vezes parece que é para me testar. Mas não é.

Toda a criança se sente segura junto de sua mãe. Nós somos o seu porto de abrigo. Eles sabem que, independentemente do que possa acontecer, nós estaremos sempre lá para eles. Para os apoiar, para os consolar, para os incentivar. Ora, quando eles passam o dia inteiro longe da mãe, eles engolem os seus medos e receios. E quando a mãe chega eles simplesmente desabafam. O mesmo se passa connosco. Quando temos um dia difícil nós nos controlamos até chegar em casa. Aí sim, nós descarregamos, muitas vezes no marido ou na mãe ou então à noite quando todos já dormem.

Como as crianças ainda não tem esse auto-controlo, elas esperam estar com as mães para "desabafar" pois sabem que as ouviremos e apoiaremos.

O meu filho chora quando o deixo na creche como eu choro. Só que eu choro por dentro. Ele se sente bem comigo tal como eu me sinto bem junto dele. Por isso é tão difícil para ele (e para mim) ficar na creche. Eu tenho a mesma vontade que ele: ficarmos os dois em casa. Mas na vida real, não temos essa hipótese (pelo menos para já).

Ainda ontem, o Pai J. levou o Baby R. à creche. E ele foi logo a caminhar para a sala onde estavam os outros meninos, a olhar para o pai e a rir-se. Hoje, levei-o eu à creche. Choro pegado. 

Não nos devemos sentir piores mães pelo facto do bebé só chorar quando nós chegamos ou quando o deixamos na creche ou com os avós. Antes pelo contrário, é sinal que ele nos ama. Pode parecer difícil. Porque realmente é. Mas temos que ser fortes (ou pelo menos aparentar) para que o bebé também se sinta confiante e calmo.

 Beijinhos e até breve.

      Mãe A.

16
Mar18

Qual o brinquedo preferido do bebé?

Mãe A.

Foto de Coisas de Bebes.

 

Não podia ser mais verdade. O Baby R. tem alguns brinquedos (bastantes para algumas pessoas!). Mas não se entretêm com eles. A realidade é que ele só quer aquilo que não pode ser. Dizem que o fruto proibido é o mais apetecido. O que ele gosta é de brincar com a vassoura, o balde e a esfregona, o aspirador, um pano de limpeza para fazer igual à mãe. Com estas coisas eu deixo-o andar. Mas e quando ele quer o telemóvel, os comandos da TV, os detergentes, os meus óculos e outras coisas que não são para crianças mexerem? Berreiro pegado! É forte, fica sentido mas o que vale passa rápido. 

Muitas das vezes parece que ele faz essas "exigências" para me testar. Para ver como eu reajo. Tenho a confessar que nem sempre tenha a paciência no auge. Têm alturas em que tenho que respirar fundo dez vezes. Mas acho que faz parte. E só agora está a começar. Tenho ainda um longo percurso de birras e choros. E Deus queira que assim seja.

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

15
Mar18

Hobbies. Quais Hobbies?

Mãe A.

Foto de Meu menino, minha vida.

 

Para ser sincera, já antes de ter o Baby R. os hobbies não existiam. A minha rotina já era trabalho-casa, casa-trabalho. Acho que o que eu sinto mais falta é de tomar banho de meia hora.  Têm alturas em que vou tomar banho e saio à pressa (ainda com um pouco de champoô) porque parece que ouvi o Baby R. E quando vou ver, ele está a dormir. Ouço-o quando ele chora e quando não chora. Quem nunca?

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

13
Fev18

Malditas constipações !

Mãe A.

Este ano está a ser complicado no que toca a constipações. O Baby R. esteve no final  de Janeiro e foi até primeiros de fevereiro. Esteve uma semana bem, porém de sábado para domingo voltou a ter febre. Anda gripado. Não tem ido a creche. Para ajudar à festa decidi, também eu, ficar doente.

Este ano têm-se visto mais gripes, constipações e pneumonias. Ou é só impressão minha? Penso que seja do tempo seco. No ano passado choveu pouco e, apesar de agora estarmos no Inverno, a chuva quase não têm aparecido.

Quem também está como nós?

 

💋  Beijinhos e até breve.

       Mãe A.

 

25
Jan18

Mãe A. quer

Mãe A.

Foto de Gusca.

 

Bem, desta vez ando a sonhar com este spot XL para o Baby R. Uma espécie de tenda. Mas bem mais original e bonita do que as de campismo.  É tão fofinha! Estou in love por ela. Ele iria dormir umas valentes sonecas nela. Iria divertir-se demais. Ou talvez não. Talvez fosse eu quem iria divertir-se. Mas quando ele fosse maiorzinho de certeza que iria fazer dela o seu refúgio.

Este e outros spots encontram-se na Gusca. Visitem o facebook deles, https://www.facebook.com/Gusca.pt/. E aposto que, tal como eu, se irão apaixonar.

Enquanto não me é possível ter um vou sonhando. Talvez um dia! 

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

 

 

23
Jan18

O meu macaquinho de imitação!

Mãe A.

O Baby R. está numa fase tão gostosa. Tão divertida. Está naquela fase em que imita tudo (ou quase tudo) o que eu faço. Principalmente, adora imitar-me a limpar. A sério gente! Dá para acreditar? A certa altura pegou num pano que estava caído no chão e começou a "limpar" os móveis da cozinha. Enquanto eu limpava as bancadas. Desde aí arranjei-lhe um pano (que é só dele) e ele anda por todos os cantos com ele a ajudar a mamã nas limpezas (até o leva para a creche!). Têm coisa mais fofa? Não têm! :D

IMG_20180121_123827[1].jpg

 

No Domingo enquanto eu ajeitava o quarto ele pegou num trapo que estava para ir para o lixo e começou a limpar o pó do chão. Claro que eu parei o que estava a fazer para contemplar o momento. É uma fase que passa tão rápido, assim como tantas outras. Sejam fases boas ou menos boas, todas deixam saudades. Esta ainda nem passou e eu já me sinto saudosa. 

 

IMG_20180120_104429[1].jpg

 Quem aí já me segue no instagram e no facebook? Corre lá que postei um vídeo do Baby R. a "limpar! :D

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

16
Jan18

O meu filho ainda não anda!

Mãe A.

Quantas vezes encontramos alguém conhecido e perguntam-nos logo: "ele já anda?". Não, ele ainda não anda. Eu sei que é simples curiosidade. Eu própria também já devo ter feito essa pergunta a alguém. Me desculpem tá? Mas só agora eu percebo a pressão que isso exerce sobre nós mães.

O Baby R. tem quase 1 ano e 2 meses. Ainda não caminha sozinho (e mesmo acompanhado vai muito tropeço).

Eu sei, e digo muitas vezes para mim mesma, que cada bebé tem o seu ritmo. Que ele ainda não está fora de tempo, mas... Mas a preocupação paira sempre sobre mim. Ele sempre foi rapaz de se aventurar de pé. E nunca foi rapaz de estar parado. Toda a gente dizia que ele iria andar antes de um ano. Mas ele vê que de gatas também alcança o que quer (quando mira algo interessante, põe a primeira e é vê-lo a gatinhar a alta velocidade :D) e por isso não se mostra interessado em começar a caminhar. 

O Baby R. também ainda está numa fase de querer muito colo. É um nenuco ainda. Um bebé. E será sempre o meu bebé, independentemente da idade que ele tenha. Não é assim com todas as mães?

Apesar de querer que ele saia por aí a correr, eu não o pressiono. É quando ele se sentir preparado.

Claro que para mim, neste momento, seria melhor porque me daria um pouco mais de "liberdade" para fazer as coisas de casa. Mas tudo bem.

Até para ele. Ele conseguiria divertir-se muito mais em algumas situações. Quantas vezes vamos, por exemplo, ás compras e ele já está farto do carrinho, do colo? E se ele andasse poderia explorar mais. Porque não vou colocá-lo no chão onde passam "milhentas" pessoas.

 

Ele não caminha ainda, mas todos os dias faz uma coisa nova. E tenho que agradecer por isso. Por ele ser um rapaz alegre, inteligente e maroto. Oh se é! Cada dia é uma nova vitória para ele. Por isso temos de ter paciência. Incentivando-o possitivamente. Puxando por ele mas sem o pressionar (se ele for igual a mim, quando me sinto pressionada é quando não faço nada de jeito! :S).

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub