Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

09
Jan18

O Baby R. e o seu quarto!

Mãe A.

 

 

 

IMG_20180104_230119[1].jpg

 

O Baby R. voltou a ter o quarto dele de volta (ele ficou temporáriamente sem o quartinho dele, para que a minha avó ficasse lá uns tempos). Deviam ver a alegria estampada no rosto dele. Notou-se a léguas que ele ficou radiante em reavê-lo. E eu e os meus pais também ficámos felizes ao vê-lo.

E como a maioria dos brinquedos que ele têm estavam arrumados (por falta de espaço), agora ao vê-los é como se tudo fosse novo para ele. :D

 

IMG_20180104_230158[1].jpg

IMG_20180104_230227[1].jpg

A garagem do Baby R. está a aumentar. Têm tantos como o Ronaldo! :D

 

IMG_20180104_230248[1].jpg

IMG_20180104_230257[1].jpg

 

IMG_20180104_230310[1].jpgIMG_20180105_081922[1].jpgIMG_20180105_081935[1].jpg

 

Beijinhos e até breve.

     Mãe A.

 

21
Dez17

Festa de Natal da creche!

Mãe A.

IMG_20171216_150036[1].jpg

 

Olá. 

 No dia 16 de Dezembro foi a festinha de Natal da creche. Pediram aos pais que levassem os pequenos por volta das 14:45h. E assim fiz. A essa hora lá estava eu e a minha mãe a entregar o Baby R. vestido todo de vermelho (inclusive o casaco, que já agora, era do Pai J.! Um casaco com 32 anos de histórias!). 

Ficamos a aguardar o ínicio da festa. Estava marcada para as 15h. Estava nervosa. Tinha receio que o Baby R. começasse a chorar desalmadamente quando visse tanta gente. Mas não. Quando eles apareceram em palco estavam todos lindos. Mas claro, o meu filho era o mais lindo (não fosse eu, mãe, dizer isto! Todas as mães acham o seu rebento o mais lindo de todos!). 

No salão onde estavam os pais e avós a assistir à apresentação da pequena era só risos. Risos ternurentos. Risos babados. Risos que transmitiam amor e orgulho.

 

 IMG_20171216_155322[1].jpg

 

No final, não poderia faltar o célebre Pai-Natal. Todas as crianças gostam dele. Claro, nem todas. O Pai-Natal sentou-se na sua poltrona, e foi destribuindo presentes a cada bebé/criança enquando elas se sentavam no seu colo. Algumas choraram. Outras quiseram ir logo embora.  Quando chegou a vez do Baby R.... Ai (até suspiro)... Não chorou nada. A educadora até disse que ele era quem menos esperavam que se comportasse daquela maneira. Todo na boa. A olhar para o Pai-Natal pela primeira vez.  Realmente, o meu bebé está a ficar crescido. 

No final houve um lanche partilhado. Não fiquei para o lanche, fui mudar a fralda ao Baby R., dei-lhe a mama e ele acabou por adormecer. Ou seja, fomos logo para casa.

Mas estava tudo muito bem. Os pequenos estavam muito lindos. A decoração do salão com os desenhos estava muito fofa. Obrigada ás educadoras e auxiliares. 

 

IMG_20171216_150002[1].jpg

Para o ano há mais! 

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

20
Nov17

Uma ida ao parque! Ou várias...

Mãe A.

IMG_20171111_151046.jpg

Olá 

 

O sol teima em nos brindar com a sua presenças. Apesar de caminharmos para o Inverno não há maneira de vir a chuva. Bem, enquanto isso não acontece aproveitamos para passear um pouco.

 

Eu tenho ido com o Baby R. ao parque da sua "escolinha" ou então ao parque da zona de lazer daqui da freguesia. Ele adora. Adora o baloiço mas principalmente adora o túnel. Anda de um lado para o outro dentro dele. Ele diverte-se imenso. E eu também! 

IMG_20171111_150939.jpg

 

 

Ir ao parque é uma óptima maneira de estimular o bebé/criança. Além de podermos passar mais tempo com eles. Muitas vezes, na correria do dia-a-dia, não despensamos muito tempo a brincar com o nosso filho. Acaba-se o trabalho, vamos para casa e o trabalho continua. Outro tipo de trabalho mas não deixa de o ser. Entre fazer a janta, dar a papa ao bebé, arrumar a cozinha, dar banho ao filhote chega a hora de dormir num instante. E que tempo tivemos nós com o nosso filho? Digo tempo de qualidade. Praticamente nenhum. É importante tirarmos um tempo para dedicar exclusivamente a ele. O nosso filho agrade. Eles adoram receber atenção, amor, brincadeiras e muitos mimos.  

 

 

A brincadeira e os jogos não podem ser encarados como forma de passar o tempo, mas sim como algo muito sério que permite à criança um bom crescimento físico, intelectual, emocional e social. brincar tem a dupla função de, por um lado, criar excelentes oportunidades de estimular o raciocínio e, por outro lado, disponibilizar as regras necessárias à convivência e vida em sociedade. Ninguém conhece verdadeiramente uma criança se não conhecer e perceber a maneira como ela brinca." 
        Pediatra Fátima Bessa à revista Pais&Filhos
 
 
                                                                                                                                       Beijinhos e até breve.
                                                                                                                                                            Mãe A.

 

16
Nov17

"As crianças são simples..."

Mãe A.

IMG_20171005_122950.jpg

Olá. 

 

Há uns tempos atrás, enquanto eu lavava a loiça, foi dar com o Baby R. dentro de uma caixa de sapatos. Nunca pensei que ele coubesse!!

Dei-lhe a caixa para ele se entreter enquanto eu arrumava a cozinha. E resultou! Ele estava tão sossegado que olhei para ver o que ele estava a aprontar e "voilá"! 

IMG_20171005_122958.jpg 

 

 Tive tempo de pegar no telemóvel e tirar umas fotos. Mas depois ele reparou e não quis brincar mais. Mas valeu a pena! Ele estava simplesmente feliz com aquela caixa que para mim era insignificante. As crianças realmente entretem-se com pouco. Nós é que pensamos que são precisos imenso brinquedos (e alguns dos mais caros porque tem mais "aplicações") para eles se divertirem. Mas não! Eles apnas precisam de algo que desperte a atenção deles. Pode ser a dita caixa de sapatos (ou outro tipo de caixa), uma garrafa de plástico ou uns taparueres.

 

As crianças são simples. Nós adultos é que complicamos! 

 

 

 Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

14
Nov17

Diversão na hora do banho!

Mãe A.

 

 

IMG_20171101_142248.jpg

Olá. 

 

Nos primeiros dias de vida do Bbay R. dava-lhe banho e ele chorava se estivesse de barriga para cima. Mas se fosse de barriga para baixo era um consolo. Passado um/dois meses aprendeu a gostar do banho de qualquer maneira. Ele "chapina", ri, grita de contente, brinca que se farta com os brinquedo ou simplesmente com a água. Não há um dia em que lhe dê banho e saia seca! 

No ínicio dava-lhe banho ao ínicio da noite. Relaxava-o, o que fazia com que dormisse a noite toda. Porém ele cresceu. Agora brinca e diverte-se tanto no banho que acabava por o despertar mais. Então mudei o horário da banhoca. Hoje em dia dou-lhe banho entre as 18h e as 18:30h. São duas horas antes da hora em que ele dorme. E tem resultado!

 

Como o tempo passa! No ínicio davamos-lhe banho numa banheira com suporte para evitar a dor nas costas. Depois passamos para uma banheira insuflável. E o que ele amava aquela banheira! Furou-se. Agora já toma banho na banheiro dos crescidos.  

Está crecido o meu bebé. Já vai fazer um aninho.

Volta tempo. Estás perdoado!

 IMG_20171101_142743.jpg

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D