Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Mãe em apuros

Mãe em apuros

27
Dez17

Dia de Natal com otite!

Mãe A.

Olá.

 

Como foi o vosso Natal? O meu foi passado em casa, com a família, e com uma ida ás urgências. O Baby R. de 24 para 25 passou a noite com febre. E durante o dia de Natal continuou febril e muito rabugento. Como não é normal dele refilar e chorar por tudo e por nada, dirigimo-nos ás urgências. Lá examinaram-no e dizeram-nos que estava com otite. 

 

se a criança está resfriada e cerca de três a cinco dias depois fica com febre, geralmente acompanhada de irritabilidade ou dor ao engolir, pode ser que esteja com otite.

Outros sinais são mexer na orelha e ficar inquieta demais, diferente de seu estado normal (lembre-se de que algumas crianças costumam mexer na orelha sempre que estão com sono, portanto não há motivo para se preocupar se seu filho estiver bem, apesar de mexer na orelha).

(https://brasil.babycenter.com/a1500130/otite-e-dor-de-ouvido-no-beb%C3%AA#ixzz52Szi5JRw)

 

Já estava com 38º de febre. Deram-lhe logo um supositório e receitaram um xarope com antibiótico. O Baby R. nunca chegou a ter otites. Por vezes o ouvido estava um pouco vermilhito mas com umas gotas passava. Mas desta vez foi pior. Refilava com tudo. Muito choramingão. Não parava quieto. 

 

 Ontem não houve creche, logo ele ficou em casa com os avós, os padrinhos, a bisavó e o papá. Andou o dia todo bem disposto. De tal maneira que à noite demorou para adormecer. Passava das 21:30h e o Baby R. ainda acordado. Mas esta noite já dormiu muito melhor. E já voltou ao seu estado normal. Brincalhão, sorridente e sempre (ou quase sempre!) alegre. 

 

Beijinhos e até breve

Mãe A.

13
Dez17

A visita da gastroenterite!

Mãe A.

Olá. 

 

Este fim de ano está a ser marcado por vários acontecimentos. Foi a festa de aniversário do Baby R e o batizado, no que toca a felicidade. Porém, também as constipações, otites, amigdalites, vírus Mão-Pé-Boca (falei sobre ele aqui: http://mae-em-apuros.blogs.sapo.pt/doenca-mao-pe-boca-6302) nos visitaram. E, agora, gastroenterite.

Desta vez calhou-me a mim ( por um lado ainda bem, prefiro ter eu a gastroenterite do que o meu filhote). A noite de Segunda para Terça foi passada a vomitar e diarreia. Que aflição! Mesmo quando já não tinha nada para vomitar, os vómitos continuavam. Não fui durante a noite ao médico porque o Baby R. iria acordar para mamar e eu não estando ia ser berreiro pegado. Quando ele acordou para mamar, por volta das 3h da manhã, dei-lhe o peito. Era ele a mamar num lado e eu aos arranques para o outro lado. 

Aguentei até de manhã. A minha mãe preparou-o por mim, pois as forças eram escasas. Enquanto o Baby R. ficou na creche, eu fui às urgências. Lá examinarma-me e disseram que tudo indicava que fosse uma gastrenterite.

O termo “gastroenterite” refere-se a uma irritação e inflamação do tubo digestivo, incluindo o estômago e o intestino. As causas mais comuns são agentes virais, bactérias, parasitas e as intoxicações alimentares, e as queixas mais comuns são a diarreia, dor abdominal, cólicas, náuseas e vómitos."

 

 

Fiquei a soro  durante meia hora, quarenta minutos talvez. E mandaram-me embora! O resto do dia foi passado na cama. 

Hoje já me sinto melhor. Já vim trabalhar. O meu estómago já aceita melhor a comida. Agora só rezo para que o pequeno não fique como eu. Ontem já teve diarreia ao fim do dia. Esperemos que fique por aí.

 

Beijinhos e até breve.

Mãe A.

 

 

 

22
Nov17

Doença Mão-Pé-Boca

Mãe A.

sindrome-mao-pe-boca_4640_m.jpg

(imagem retirada da internet)

 

Olá.

 

Na Sexta-Feira passada (17 de Novembro) cheguei à creche para pegar o Baby R. e a educadora disse-me que tinha más notícias. Fiquei imediatamente preocupada e aflita. Ela disse-me que era possível que o Baby R. tivesse contraído a doença Mão-Pé-Boca. "Como assim? O que é isso?", perguntei eu na minha santa ignorância! Ela explicou-me por alto. 

Maquei consulta com a pediatra logo mesmo para esse dia. A pediatra explicou-me que é um vírus e que se transmite de criança para criança através do contacto das mãos e dos pés com a mucosa da boca (a célebre baba). Aparecm bolhas nas mãos, nos pés e na parte interior da boca. Pode gerar febre mas nunc amuito alta (por volta dos 38º). Em casa mais graves pode levar à perda das unhas cerca de um mês depois.

A pediatra examinou o Baby R. e confirmou que ele tinha contraído esta doença. A garganta é o que está pior. No corpo só tem duas, três bolhas nas mãos e umas borbolhitas nos joelhos. Até agora não piorou. 

 

Além disso (como se não bastasse!), o Baby R. também está com os pulmões um pouco "consgestionados". Uma mãe nunca está preparada para ver o seu filho doente, nem que seja com um simples resfriado. 

Apesar de tudo o meu filhote está a crecer bem. Está no percentil 50 em peso e altura. 

Agora é tomar a medicação e pôr-se bom depressa! Assim espero!

 

 

Beijinhos e até breve,

Mãe A.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Mãe A. na cozinha!

Fica a dica!

Resenhas

Maternidade

Baby R. na creche

Inspirações

Mãe A.

Desafio 52 semanas

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D